ATENÇÃO !!

18 março, 2020


Lembre-se! Nosso papel é apoiar! Existem muito mais coisas que não precisamos dizer! Não plante mais insegurança na cabeça das mamães!! 🤱♥️

 

Vamos falar um pouco sobre disbiose?

18 março, 2020

Olá 🤗 como vocês estão hoje?
Semana passada estava assistindo uma aula e estávamos falando sobre disbiose, então pensei em falar um pouco sobre o assunto de uma forma bem curta (o que é uma dificuldade para mim, já que escrevo muito 🤦🏼‍♀️ eu sei!).
Bom todos nós sabemos que em nosso corpo existem algumas colônias de bactérias, e como nem tudo é totalmente mal e nem totalmente bom, estas bactérias em questão auxiliam em alguns “processos” trazendo efeitos benéficos a nossa saúde. A disbiose é um desequilíbrio nestas colônias que “moram” em nosso intestino, o que ocorre é que por diversos motivos elas podem estar em menor quantidade que os agentes patógenos e chegamos ao desequilíbrio que da origem a diversos processos inflamatórios, sintomaticamente falando podemos sentir diversos desconfortos no trato gastrointestinal.
Isto é prejudicial a nossa saúde! Lembrando que a absorção dos nutrientes é realizada no intestino.
Mas não se preocupem, a disbiose é facilmente resolvida através da alimentação, meu conselho sempre é:
‼️Mantenha acompanhamento com o seu médico e nutricionista
Abraços 😘
Gisele Camargo – CRN3 52281/P 

 

Quantas vezes meu filho precisa mastigar?

18 março, 2020

Boa noite, mamães!

Vocês já escutaram falar que seus filhos precisam mastigar “não sei quantas vezes” e que é preciso comer devagar?

Sim, é inegável que eles precisam mastigar muito bem, mas não estou querendo dizer que existe um número ideal para mordidas durante a refeição! O importante é que desde novinhos eles aprendam a saborear cada colherada/ garfada da refeição, deve ser um momento prazeroso, sem estresse, ou pressa ou expectativas para “raspar o prato”; assim, naturalmente a refeição levará mais tempo. Lembre-se que o nosso corpo é muito inteligente e entre 15 e 20 minutos  durante a refeição ele produz e libera sinais para o cérebro avisando sobre a saciedade, então ajude seu filho a entender e a conhecer as próprias vontades, para que a relação com a comida seja saudável e respeitosa.

Procure ter mais atenção durante a sua refeição, essa orientação não é apenas para crianças!

Abraços!

Gisele Camargo – CRN3 52281/P

 

O intestino do seu filho pode estar inflamado e você não sabe

18 março, 2020

Boa noite mamães!

Você já notou sangue nas fezes do seu pequeno? Ele tem reclamado de dores abdominais, cólicas intestinais, cansaço, em alguns casos até dores nas articulações. Com que frequência seu filho tem ido ao banheiro?
Isso tudo em conjunto pode ser um sinal de que seu pequeno está com uma inflamação intestinal, existem 2 tipos mais conhecidos a Reticolite Ulcerativa (RCU) e a doença de Crohn (DC)
Em crianças e adolescentes, as doenças inflamatórias intestinais podem comprometer a curva de crescimento. É preciso estarmos bem atentos! 
Como anda o acompanhamento com o Médico e Nutricionista do seu filho? O diagnóstico é feito pelo médico por meio de vários exames, o tratamento depende da intensidade da inflamação e obviamente do tipo da doença.
A alimentação não deixa de ser importantíssima nestes casos! Vamos para as dicas rápidas? Atenção especial para alimentos fontes de vitaminas: A, E, K e as queridinhas do complexo B, ácido fólico, magnésio, ferro; e muito cuidado com excesso de gorduras e laticínios.
Não posso me aprofundar por aqui, então... Precisando de algo, entre em contato!
Abraços,
Gisele Camargo – CRN3 52281/P 

 

Se meu filho não comer o prato todo eu posso "completar" com leite?

18 março, 2020

Boa noite🤗

Costuma ser bastante rotineira a dúvida sobre o que fazer, quando a criança não quer comer, ou por algum motivo, os pais não acreditam que a refeição foi o suficiente para a criança e acabam “completando” a refeição com mamadeira.
Se este é o seu caso, eu gostaria de aconselha-lo(a) a não adotar esse tipo de atitude, isso irá criar um ambiente favorável para que a criança passe a recusar cada vez mais as refeições, é importante seguir os horários ensinando-os a ter disciplina, também é necessário respeitar a fome de seu bebê, força-lo a comer gera traumas e induz a distúrbios alimentares futuros, lembre-se que as suas necessidades são bem diferentes da dele.
Deixe sempre à mão frutas e legumes (palitinhos de cenoura e pepino e frutas em pedaços na geladeira) eles são bons petiscos para aguardar até a próxima refeição.
Evite servir bebidas durante a refeição, e não faça da sobremesa uma troca.

🔺Mantenha sempre o acompanhamento com o Pediatra e Nutricionista.

Abraços,

Gisele Camargo – CRN3 52281/P

 

Seletividade alimentar: meu filho só quer "besteiras"

18 março, 2020